Páginas

Renovações

Imagem relacionada

Foram os 367 dias mais loucos, as vezes frustrantes e insanos que tive em vida. Amadureci mais nesse 1 ano, do que nos últimos que tive para contar. Me virei do avesso e no avesso do avesso. Me reinventei. Me descobri outra. Me descobri. Tudo o que acontecerá, servirá de lição. Pessoas que conheci, amigos que perdi. Muitas novas experiências, coisas que jamais pensei ter coragem para fazer. Lugares que conheci, conhecimentos que adquiri.
Vai ano, vem ano e sempre saio em mente com a certeza de que ainda há muito mais para evoluir. 2017 vai ter que ser do caralho para superar todas as desavenças, loucuras, pessoas e lugares que 2016 proporcionou. Contudo, aprendi que devo me buscar novamente de outras maneiras. Me reinventar outra de vez. Quem sabe assim, não me descubra de vez?
Aquela menina de 9 anos que sonhava com o príncipe encantado batendo a porta, não existe mais. Tão pouco, aquela outra que aos 13 desistiu da ideia de virar astronauta e conhecer outros mundos, o universo e as estrelas. Minha evolução é constante. Evoluir faz parte do ser humano. Faz parte do ser, enquanto ser.
Olho para os livros da Meg Cabot enfileirados na estante do quarto e percebo, como os gostos mudam em tão pouco passar. Todos os mangás guardados no fundo do guarda-roupa, os posters da Taylor Swift largados por algum canto e... Céus! O CD do Rebeldes na gaveta da escrivaninha.
Eu sei lá, essa vida é mesmo única e incomparável. Por isso, devemos aproveitar os anos cada qual a seu modo e sem pressa. Evoluindo a cada recaída e levantando-se a cada tombo. Siga com a certeza de que tudo, uma hora, tende ao fim. Seja ele bom ou ruim. E isso é ótimo. Chega a ser gratificante quando estamos passando por uma fase ruim, lembrarmos de que aquilo tudo irá passar e algum dia olharemos para trás aliviados na alma por não termos tomado outra atitude senão a daquele determinado momento em que estávamos prestes a desistir.
Tenho esperança nesse mais um ano que está por vir. E esperança é o que nos leva a seguir em frente nessa vida tão rápida e passageira. Fé para que seja de ainda mais realizações, conquistas, desejos, amadurecimento e evolução. Adeus, 2016. A Deus, 2017. Um novo capítulo se inicia, a mudança tende começar por você e por mais ninguém. A evolução depende da sua imposição sobre fazer o que acha correto. Mas, quem somos nós para julgar o certo do que é errado? Aí o porque de sempre quebrarmos a cara. Batermos o dedinho na quina do móvel e deixar alguns milhares de sonhos que já parecem bobos e irrelevantes demais para trás.
Será um ano de renovações. Novas ideias, novos lugares, novas pessoas e novos recomeços. Quem sabe, até, um novo amor e outras mil e uma desilusões. Estou cansada dos meus amores fracassados que nunca não dão certo, mas sei que serviram ainda mais para o meu amadurecimento e crescimento como ser. É necessário não desistir do amor. É necessário não desistir da vida. É necessário se ter esperança.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Deixe um comentário, opiniões são sempre bem-vindas!